fbpx

[Vídeo] Aprenda a medir sua circunferência abdominal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A circunferência abdominal é um biomarcador de saúde e longevidade.

Já é um consenso científico que o tamanho da barriga vai te informar se você tem um risco aumentado de ter ou desenvolver doenças metabólicas como diabetes e hipertensão arterial. Na verdade, essa simples medida pode prever um risco de morte precoce por qualquer causa.

Por isso, conhecer e monitorar sua circunferência abdominal crie autonomia e controle na manutenção da sua saúde e bem-estar.

Como medir a Circunferência Abdominal?

Para medir sua circunferência abdominal você vai precisar de uma fita métrica e preferencialmente estar de frente ao espelho e de roupas íntimas.
Existem alguns métodos de realizar essa medida. Independente do método você vai precisar localizar duas estruturas anatômicas de referência: a crista ilíaca e suas costelas.

A Associação Brasileira de Nutrologia recomenda uma medida mais precisa: na crista ilíaca-ântero superior, que é o osso mais proeminente na sua bacia. Assim, você encontra esse ossinho e traça uma reta até o rebordo costal, ou seja, quando acabam as suas costelas. O ponto médio entre essas duas referências, a crista ilíaca-ântero superior e o rebordo costal é o local onde você deve mensurar.


Esta não é a única forma, a Organização Mundial de Saúde, recomenda, por exemplo, que você encontre a maior circunferência entre a sua última costela e a crista ilíaca. Já a I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da Síndrome Metabólica recomenda medir a circunferência abdominal no ponto médio entre o rebordo costal inferior e a crista ilíaca.

A depender do método de escolha, sua circunferência abdominal poderá variar alguns centímetros. O importante é você sempre medir da mesma forma. Assim poderá estabelecer metas e monitorar a evolução das suas medidas.

A medida da cintura que aumenta as chances de desenvolver doenças

Para a população brasileira recomenda-se manter uma medida inferior a 80 cm nas mulheres e para os homens, uma circunferência abdominal menor que 94 cm.

Quanto maior a medida da circunferência abdominal, maior o risco de doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e mortalidade por todas as causas.

Mas note que essa referência não considera a altura das pessoas. ou seja, uma mulher de 150 cm de altura com cintura de 80 cm tem mais gordura abdominal que uma mulher de 175 cm e os mesmo 80 cm de circunferência abdominal. .


Você deve manter sua circunferência abdominal com valor referente a metade da sua altura.


ou seja, se você tem 160 cm, seu risco de doenças e mortalidade aumenta quanto maior for sua cintura. Por isso, além do ponto de corte, para homens e mulheres mais baixos, é importante que mantenham sua circunferência da cintura inferior à metade da sua altura.

Referências: 

1- Associação Brasileira de Nutrologia – Apostila do Curso Nacional de Nutrologia/ 2019  (Material Impresso)

2- Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica – Diretrizes Brasileiras de Obesidade/ 2016  Acesso pelo link no dia 01/09/2019

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Deixe seus comentários

Escrito pela Dra. Suellen Vieira Araujo

Confio na capacidade inata do corpo humano de curar-se. Este maravilhoso corpo humano, com uma mente inteligente e disciplinada, munida de conhecimento, será capaz de se manter saudável e equilibrado, sozinho, com autonomia e sustentabilidade.

Fechar Menu